Sábado registra quatro vítimas de afogamento no Litoral Norte

Primeiro final de semana após término da Operação Golfinho foi marcado por afogamentos e mortes

Em Torres, foi registrado um afogamento na tarde de sábado – Foto: Colaboração Litoral na Rede

O primeiro fim de semana após o término da Operação Golfinho no RS foi marcado por afogamentos nas praias do Litoral Norte. No limite dos municípios de Torres e Arroio do Sal, na Praia Paraíso, Fabrício Matos, de 45 anos, morreu por volta das 11h da manhã, após, segundo testemunhas, tentar ajudar no resgate de um jovem que estava se afogando. O Corpo de Bombeiros de Torres e SAMU foram acionados, confirmando o óbito após tentativas de reanimação.

Em Capão da Canoa, na praia Guarani o jovem Jonas Kist, de 24 anos, desapareceu no mar no início da tarde de sábado. E, após algumas horas de busca, a equipe do Corpo de Bombeiros encontrou o corpo confirmando o segundo óbito por afogamento no Litoral Norte.

Torres teve um afogamento registrado no início da tarde, na Prainha, com difícil reanimação da vítima pela equipe do SAMU e Corpo de Bombeiros, que conduziram o homem que aparentava ter entre 35 e 40 anos, ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, onde encontra-se em estado grave na UTI. O nome da vítima não foi informado. Também em Torres, na tarde desse domingo outro afogamento aconteceu no local conhecido como Pedra da Santinha. Segundo os bombeiros, a vítima ainda não foi localizada pois ninguém procurou as autoridades para dar queija do desaparecimento da pessoa, que estava sem os documentos.

A Operação Golfinho encerrou no último dia 5 de março, contudo o Litoral gaúcho continua com muito movimento nas praias e balneários e a falta de guarda vidas implica em perigo constante.

COMPARTILHAR