Surfista é mordido por lobo-marinho em Tramandaí

O lobo-marinho nadou em direção ao surfista, mergulhou e mordeu a perna do esportista

Quem caminha nas praias do Litoral Norte nesta época do ano tem grandes chances de se deparar com lobos-marinhos. No mar, os mamíferos muitas vezes fazem companhia à turma do surfe. Aparentemente indefesos, os animais raramente atacam as pessoas, mas em Tramandaí um grupo de surfista foi surpreendido por um deles.

O lobo-marinho nadou em direção ao surfista Jonny Becker, mergulhou e mordeu a perna do esportista. A cena inusitada ocorreu na tarde da última segunda-feira (06) próximo à Plataforma de Pesca e foi registrada em vídeo por Ferpa Becker, irmão do morador de Imbé.

Jonny contou ao Litoral na Rede que surfava com mais cinco amigos por volta das 16h e  percebeu que o mamífero estava boiando a alguns metros. “Estava remando e ele começou a me perseguir. Fiquei tentando remar e, do nada, ele mergulhou e mordeu a minha perna”, disse. A mordida rasgou a roupa e a bota de borracha e o rapaz teve apenas um arranhão. Depois, o lobo-marinho ainda foi em direção a outros surfistas.

Veja o vídeo

O médico veterinário especialista em mamíferos marinhos, Derek Blaese, do Ceclimar /UFRGS disse  que nunca teve relato de caso semelhante no Litoral do Rio Grande do Sul. A pedido do Litoral na Rede, ele analisou o vídeo e o relato do surfista mordido pelo lobo-marinho e avalia que não foi exatamente um ataque e provavelmente uma interação do animal por curiosidade. “Os lobos marinhos são curiosos por natureza”, salientou.

O pesquisador explicou que se o animal realmente estivesse atacando o surfista, provavelmente ele teria tido ferimentos mais graves.  “Eles tem uma capacidade de lesionar bem grande com a mordida. O potencial de lesão, se o animal fosse pra atacar, seria bem maior. Ele poderia ter saído com lesões sérias”, avaliou Derek.

O médico veterinário também explicou que os lobos-marinhos só atacam quando se sentem sob ameaça, o que aparentemente não aconteceu na interação com os surfistas. “Esses animais se defendem de uma agressão com uma mordida. Quando o animal se sente ameaçado, ele tem dois tipos de comportamentos: ou ele foge ou ele ataca”, alertou.

Clique aqui e leia mais notícias do Litoral Norte.

Quer receber gratuitamente as notícias do Litoral na Rede no seu Whatsapp? Clique e saiba  como se cadastrar. 

COMPARTILHAR