2.200 pessoas estão com a segunda aplicação da CoronaVac atrasada em Tramandaí

Vigilância em Saúde do município informou que o governo do Estado não deu previsão para envio de mais doses do imunizante do Butantan; vacinas não foram distribuídas pelo Ministério da Saúde

Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini / Arquivo

A maioria dos municípios do Litoral Norte do Rio Grande do Sul não têm mais doses da CoronaVac para realizar a segunda a aplicação da vacina produzida pelo Instituto Butantan. Apenas em Tramandaí, segunda cidade mais populosa da região, aproximadamente 2.200 pessoas estão com conclusão da imunização atrasada.

O número foi calculado pela Vigilância em Saúde do munícipio, considerando a quantidade de idosos que deixaram de receber a segunda dose dentro do prazo de 28 dias após a primeira, conforme orientação do laboratório.  Essas pessoas deveriam ter concluído a imunização entre os dias 21 de abril e 1º de maio.

Segundo o coordenador da Vigilância em Saúde de Tramandaí, Victor Ilha, para esta semana, entre segunda-feira (03) e sexta-feira (07), está prevista a segunda doses para outras 2.500 mil pessoas no município. Se, nos próximos dias, não for enviada uma nova remessa ao município, serão quase 5 mil idosos como cronograma de aplicação da segunda dose atrasada.

“Nós estamos estudando uma melhor estratégia para realizar a aplicação das segundas doses da CoronaVac, assim que elas forem enviadas pelo governo federal e distribuídas pelo governo do Estado”, disse Victor Ilha.

Aplicação fora do prazo

A Secretaria da Saúde e o Conselho das Secretarias Municipais da Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS) cobraram do Ministério da Saúde agilidade no abastecimento de vacinas da Coronavac para cobrir as segundas doses de quem já recebeu a primeira aplicação há 28 dias ou mais.

Cynthia Molina, diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), disse que não há nenhuma evidência de que a ampliação do prazo para a aplicação da segunda dose prejudique o esquema vacinal, porém, é importante que se tome o quanto antes.

Quer receber as notícias do Litoral na Rede no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo.

Leia mais notícias do Litoral Norte. 

COMPARTILHAR