Incêndios são registrados junto às estátuas de Iemanjá em Capão da Canoa e Tramandaí

O superaquecimento de velas teria provocado o acidente em Capão da Canoa

Os bombeiros atenderam a ocorrência, que foi rapidamente resolvida. Foto: Reprodução / Redes Sociais

Imagens que circularam nas redes sociais sobre incêndios próximo à estátua de Iemanjá, em Capão da Canoa e Tramandaí, chamaram bastante a atenção. Os fatos foram registrados na última noite, durante a Festa de Iemanjá. Segundo o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido nos dois episódios.

O 1º tenente Elísio Oliveira Lucrécio explica que, em Capão da Canoa, como estava muito calor, a parafina, material que compõe as velas, superaqueceu, entrando em combustão e provocando as chamas.

Os bombeiros atenderam a ocorrência, que foi rapidamente resolvida, pois não havia possibilidade de propagação dos incêndios. A própria estrutura não permitiu que o fogo se espalhasse.

O tenente ainda observa que, como ano após ano vem aumentando o número de fiéis participando da celebração, o ideal é que haja um aumento da área destinada às homenagens ou a criação de velários, lugares destinados exclusivamente para ascender velas.

Já em Tramandaí, o foco de incêndio foi apagado pelos brigadistas da secretaria de Turismo. O local é apropriado para acender velas, mas duas pessoas largaram espumante e cachaça. O álcool fez com que o fogo ficasse mais forte. Com os extintores acessíveis, em cerca de 15 minutos foi totalmente controlado.

Confira abaixo as imagens registradas em Capão da Canoa:

COMPARTILHAR