Briga entre vendedores de picolés termina em morte em Capão da Canoa

Discussão que motivou o assassinato estaria relacionada a área de venda dos produtos

Veículo da vítima ficou no meio da rua; área foi isolada para perícia. Foto: Colaboração Litoral na Rede

Uma briga entre vendedores ambulantes de picolés terminou com a morte de um deles, na tarde desta quinta-feira (07), no bairro Capão Novo, em Capão da Canoa.  O crime ocorreu pouco antes das 15h na Rua Sempre Vivas.

Testemunhas relataram aos policiais, que atenderem a ocorrência,  que os dois homens estavam em seus veículos.  Um deles, que dirigia um Corsa Sedan preto, desceu do carro e feriu o outro na região da axila com um golpe de faca e, logo depois, com uma paulada na cabeça.

A vítima Sandro Alberto Fernandes, 46 anos, conduzia um Corsa Vermelho que ficou no local do crime. Ele foi socorrido por populares até o posto de saúde de Capão Novo, mas não resistiu aos ferimentos.

O autor do homicídio fugiu do local. A Brigada Militar (BM)  isolou a área para realização da perícia.  Informações preliminares apontam que a discussão que motivou o assassinato estaria relacionada a área de venda dos produtos.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Capão da Canoa. Este foi o primeiro homicídio registrado no município em 2021.

A equipe da Delegacia de Polícia também trabalha na investigação de uma dupla tentativa de homicídio. O crime ocorreu na noite de 2 de janeiro, no Centro de Capão da Canoa. Após uma colisão de trânsito um homem desceu do carro, sacou uma arma e feriu pai e filho que estavam em outro automóvel.

COMPARTILHAR