Catadores recolhem 30 toneladas de lixo por mês em Imbé

Cuidar do meio ambiente deveria ser uma tarefa de todos, mas para o seu Augusto e um grupo de 16 pessoas é uma questão de orgulho. Pode fazer frio e até mesmo chover que lá vão eles, com a velha Kombi, recolher lixo reciclável em todo o município de Imbé. Com este trabalho, os recicladores sobrevivem, cada um ganha em média R$ 600 por mês.

A Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Imbé (ASCAMARI), não tem quase ajuda do poder público, mas muitos parceiros que fazem a diferença para o presente e o futuro da cidade. Assista o primeiro episódio do Vídeo blog do Litoral na Rede e separe o lixo você também.

E se você conhece alguém ou faz parte de projetos sociais e de cidadania no Litoral Norte, entre em contato com o “Litoral na Rede”. Pois esta história não pode deixar de ser contada e compartilhada.

COMPARTILHAR