Decreto proíbe venda e consumo de bebidas alcoólicas no calçadão de Capão da Canoa

Medida pretende coibir vandalismo e consumo de bebidas por menores de idade. Fiscalização foi reforçada

Fiscais da Prefeitura apreenderam bebidas alcoólicas no calçadão da Avenida Beira Mar. Foto: PMCC

A venda e o consumo de bebidas alcoólicas no calçadão da Avenida Beira Mar de Capão da Canoa, no trecho entre as Avenidas Poti e Flávio Boianovski, estão proibidos. A determinação consta em decreto do prefeito Amauri Magnus Germano, publicado neste sábado (09) e que já entrou em vigor imediatamente.

A Prefeitura do município já havia anunciado no início desta semana que ampliaria a fiscalização no calçadão para coibir confusões, consumo de bebidas alcoólicas por menores de idade e depredação do patrimônio público.

Na noite desta sexta-feira (08) e na madrugada deste sábado (10), fiscais e policiais militares reforçaram a atuação a região. Foram apreendidas bebidas vendidas por ambulantes.

Letreiro foi pichado. Foto: PMCC

Mesmo assim, a estrutura do calçadão voltou a ser depredada. Vândalos picharam o letreiro com o nome da cidade, instalado no calçadão. De acordo com a assessoria da Prefeitura, operários realizaram a pintura neste sábado.

O decreto prevê que as pessoas que venderem ou consumirem bebidas alcoólicas no calçadão sejam advertidas e, caso não cumpram a determinação, encaminhas à Delegacia de Polícia por desobediência. Nos casos envolvendo menores de idade, o Conselho Tutelar será acionado.

O Município de Capão da Canoa gasta aproximadamente R$ 8 mil por mês com a manutenção do calçadão da Avenida Beira Mar. Em 2018, vândalos quebraram vasos de flores e o prejuízo foi de aproximadamente R$ 4 mil.

Leia mais notícias do Litoral Norte.

Receba gratuitamente as notícias do Litoral na Rede no seu Whatsapp. Clique aqui e saiba como se cadastrar. 

COMPARTILHAR