Deic realiza operação contra quadrilha que atacou lotérica no Litoral Norte

Grupo criminoso é suspeito de 14 arrombamentos de bancos e lotéricas no RS

Deic realizou operação contra arrombamentos de bancos e lotéricas no RS. Foto: Deic / Polícia Civil

A Delegacia de Repressão a Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic)  da Polícia Civil deflagrou, nesta segunda-feira (10), uma operação para prender criminosos envolvidos em um série de arrombamentos de bancos e agências lotéricas no Rio Grande do Sul. Um dos ataques investigados aconteceu em Terra de Areia, no Litoral Norte.

A “Operação Tatu” mobilizou mais de 100 agentes da Polícia Civil para  cumprir 16 mandados de prisão temporária e 24 de busca e apreensão. Também foram sequestrados três automóveis e bloqueadas contas bancárias dos investigados.

Onze pessoas foram presas. As ordens judiciais foram cumpridas nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Alvorada, Novo Hamburgo e Rio Pardo.

São 14 crimes investigados, que ocorreram em 2020, em Terra de Areia, Novo Hamburgo, Canoas, Nova Santa Rita, Porto Alegre, Guaíba, Caxias do Sul, Portão e São Leopoldo.

“Em princípio, a investigação criminal aponta a existência de um grupo devidamente organizado, do qual tomaram parte, ao menos, 20 indivíduos, cada qual com a sua tarefa na ação criminosa, bem como, mediante cooptação e coordenação por pontuais lideranças”, informou o Deic.

Ataque à lotérica em Terra de Areia

Na noite do dia 30 de junho de 2020, ladrões tentaram arrombar a agência lotérica localizada na Rua Treze de Abril, no Centro de Terra de Areia. Os bandidos utilizaram uma marreta para quebrar a parede do estabelecimento, mas não conseguiram entrar.

Vizinhos acionaram a empresa de segurança e a Brigada Militar. Quando os policiais chegaram, os criminosos já tinham fugido sem conseguir furtar nada.

COMPARTILHAR