Departamento de Proteção Animal resgata cão vítima de maus-tratos em Imbé

Animal estava sem água e preso a uma corrente de 60 centímetros

Cadela estava sem água e presa a um corrente de 60 centímetros. Foto: DEPAN / Imbé

Uma denúncia anônima resultou no resgate de uma cadela de cinco meses vítima de maus-tratos no balneário Albatroz, em Imbé, na tarde da última sexta-feira (22). Guarda Municipal e Polícia Civil foram acionadas pelo Departamento de Proteção Animal (DEPAN). O tutor foi identificado e responderá criminalmente.

Conforme o relato feito pelo DEPAN e inserido no laudo técnico assinado pela médica veterinária do município Kennya Masiero Souto Maior, uma denúncia levou servidores do órgão municipal ao local, no final de janeiro. Lá encontraram o cão sem água disponível, preso a uma corrente de aproximadamente 60 centímetros e com muitos carrapatos. Como não havia ninguém na residência, uma notificação solicitando que o tutor procurasse a Prefeitura foi deixada no local.

Sem resposta, a equipe voltou à residência dias depois. O tutor recebeu os servidores e a cadela foi medicada para ectoparasitas. Agentes da Guarda Municipal, que acompanhavam a ocorrência, contataram a Vigilância Sanitária para solicitar a dedetização do pátio. O homem foi notificado e se comprometeu a atender as solicitações apresentadas, entre elas a disponibilização de água e uma coleira do tipo vai-e-vem, com guias retráteis para permitir o movimento, já que o pátio da residência é aberto e amplo.

Mas duas semanas depois, em nova visita, o DEPAN constatou que os pedidos não foram atendidos. “Ele se recusou a atender as nossas solicitações. Diante da negativa, exercemos o resgate do animal que se encontrava em situação de maus-tratos”, revela Giovana Ghidini, diretora do departamento.

Resgate foi realizado no bairro Albatroz. Foto: DEPAN / Imbé

O Departamento de Proteção Animal atende no Prédio Anexo I da Prefeitura. Contatos podem ser feitos pelo telefone (51) 3627-8555.

COMPARTILHAR