Dia do Trabalho

Um dia inteiro para se dedicar a diversas atividades que, para alguns, foi escolhida a dedo, outros tiveram um assopro de família e não foi possível desviar da sugestão por tantos motivos, outros, simplesmente não tiveram aqueles segundos de tempo para pensar no que fazer para ganhar a vida e então resolveram exercer o que mais próximo estava de lhe encher a barriga. Deste tempo todo, a luz do sol ilumina quase que todos os trabalhos, mesmo que o vivente esteja encerrado entre quatro paredes com luz artificial. Não importa, o dia é do trabalho, o restante do período fica a critério de cada um e assim a vida ficou deste jeito. 40 horas. A rebarba é para se virar.

Desde que a humanidade iniciou o processo de manda quem pode obedece quem tem juízo a sobrevivência no trabalho se partiu em muitos meandros com disparates em relação à idade de inicio do labor convencional. Acabou de certo aquele alvorecer com o sol inundando as florestas, os homens com suas armas se embrenhando na mata à dentro para trazer a comida e as mulheres a cuidar da terra, das crianças e dos preparos de raízes ou o que cada povo tinha para seu provimento.

Muitos modos novos de busca do sustento surgiram desde então. De um lado a escolha já está assentada porque a família cimentou um bom tanto do caminho, podendo assim seus descendentes, com preparo, pegar a mochila e seguir adiante em passo firme aproveitando a chance que foi dada, recebida, obedecida e trilhada com muita honra. Uma aura de tradição acompanha quem desde cedo teve apontado seu caminho de 40 horas. Ou mais.

Mas, oportunidades são voláteis, são como borboletas do mato que ensaiam suas danças tremulando por entre flores e arbustos com tanta inconstância que fica difícil lhe seguir o roteiro. E, por isso, vêm de arresto as profissões que foram garimpadas com certo cuidado na escolha, buscando no seu íntimo a qual talento quer servir para toda a vida, o que lhe irá assegurar seu sustento e dos seus da melhor maneira e tantos outros quesitos, que, de fato, ninguém vislumbra na hora da escolha, mas seguir em frente é urgente.

Mas, neste emaranhado de horas de trabalho convencionadas faz muito bem elevar uma prece em louvor a grande parte da humanidade que sequer teve tempo de pensar, de escolher, de trilhar.

COMPARTILHAR