Falta de vacinas contra a Covid paralisa aplicação da primeira dose em pelo menos seis municípios do Litoral Norte

Secretarias municipais da saúde aguardam chegada de nova remessa dos imunizantes para dar continuidade à vacinação; RS deve receber 441.550 doses ainda nesta semana

Vacina contra a covid-19. Foto: Prefeitura de Balneário Pinhal / Divulgação / Arquivo

Pelo menos seis municípios do Litoral Norte do Rio Grande do Sul não têm mais vacinas e tiveram que paralisar a aplicação da primeira dose contra a Covid-19 nos idosos. O Litoral na Rede consultou a situação em 12 cidades. As outras seis ainda tinham disponibilidade dos imunizantes para a aplicação inicial. Não há relatos, no entanto, de falta de vacinas para as pessoas que estão no período da segunda injeção.

A aplicação de primeira dose está paralisada em Torres, Arroio do Sal, Capão da Canoa, Xangri-Lá, Imbé e Osório. Em Cidreira, havia apenas 72 doses disponíveis para a primeira aplicação. A Prefeitura de Santo Antônio da Patrulha, também anunciou que a vacinação seguiria nesta quinta-feira (15), mas que restavam poucos frascos da primeira dose. Em Tramandaí, Balneário Pinhal, Palmares do Sul e Mostardas ainda há vacinas para a primeira dose. (Veja abaixo a situação em cada um desses municípios).

Nesta quinta-feira, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou que o Rio Grande do Sul receberá do Ministério da Saúde mais 441.550 doses das vacinas CoronaVac e  AstraZeneca. São 173.800 e 267.750, respectivamente. A previsão é que o voo trazendo o novo lote chegue às 6h desta sexta-feira (16) no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.

Não foi informada a quantidade que será destinada para cada região e município.

Capão da Canoa

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Josiel de Matos, as últimas doses disponíveis para a primeira aplicação terminaram na terça-feira (13).

“Quando chegar novo lote, terminaremos as de 64 anos e provavelmente poderemos baixar a faixa de idade para 63 anos. Mas tudo vai depender da quantidade de vacinas que virão”, disse ao Litoral na Rede.

Imbé

Conforme a enfermeira Camila Alves, que está respondendo pela Vigilância Epidemiológica do município, há disponibilidade, por enquanto, apenas de doses para segunda aplicação. Imbé iniciou a vacinação de pessoas com 63 anos. “Conforme a quantidade de doses que recebemos sempre é avaliada a possibilidade de baixar a idade”, explicou a enfermeira.

Xangri-Lá

A Prefeitura informou que o estoque de vacinas para aplicação da primeira dose está zerado. A segunda dose para idosos de 72, 73, 74 e 75 anos está programada para a semana que vem, nos dias 20 e 22 de abril. A vacinação ocorre nas cinco unidades básicas de saúde do município e parou na faixa etária de 65 anos.

A Secretaria Municipal da Saúde pretende iniciar a vacinação das pessoas com 64 e 63 anos na  próxima semana, mas a ampliação da faixa etária depende da quantidade de doses que será recebida.

Torres

O município concluiu na terça-feira a aplicação da primeira dose nas pessoas com 65 anos ou mais. A Prefeitura aguarda a chegada do novo lote para poder ampliar a faixa etária, o que depende da novo remessa dos imunizantes. Neste sexta-feira (16) ocorre a aplicação da segunda dose para idosos com 78 anos.

Arroio do Sal

Desde terça-feira, o município não tem mais doses das vacinas para a primeira aplicação. Conforme o secretário da Saúde, Diego Feldman Vargas, só há imunizantes para aplicação da segunda dose, em dias específicos. A cidade está na faixa etária dos 66 anos ou mais.

Osório

Segundo a Prefeitura, há doses disponíveis apenas para segunda aplicação. A primeira foi aplicada até terça-feira, contemplando a faixa etária dos 64 anos.

Tramandaí

O diretor da Vigilância em Saúde do município, Victor Ilha, informou que ainda há doses, tanto para a primeira quanta para a segunda aplicação. A vacina está sendo aplicada em pessoas com 64 anos ou mais. A vacinação é realizada nas salas de vacinas das unidades de saúde e em dois drive-trhus, localizado ao lado da Farmácia Municipal (Avenida Osvaldo Aranha com Emancipação) e no Centro de Eventos (Avenida Rubem Berta).

Cidreira

A Prefeitura informou que, na manhã desta quinta-feira, havia apenas 72 doses disponíveis para a primeira injeção. O município está vacinando pessoas com 65 anos ou mais. A ampliação também dependerá da nova remessa de vacinas.

Santo Antônio da Patrulha

A Prefeitura informou na manhã desta quinta-feira que restavam poucos doses para a primeira injeção, mas que a vacinação seguiria no drive-thru no Ginásio de Esportes, enquanto durasse o estoque. A faixa etária está em 62 anos ou mais. A segunda dose da vacina segue sendo aplicada, respeitando a data que consta na carteirinha.

Balneário Pinhal

A Prefeitura informou que ainda a doses disponíveis para a primeira e segunda aplicação. O município está realizando a vacinação de pessoas com 65 anos ou mais.

Mostardas

O prefeito Moisés Pedone, informou, ao Litoral na Rede, que não há falta de doses no município. A cidade está aplicando a primeira dose em pessoas a partir dos 62 anos.

Palmares do Sul

A Prefeitura informou que não há problema com estoque de vacinas e que a aplicação da primeira dose segue sendo realizada no público com 63 anos ou mais.

COMPARTILHAR