Filhote de baleia encalha morto em Nova Tramandaí

Pesquisadores do Ceclimar coletaram material para análise

Filhote de baleia-jubarte encalhou morto em Nova Tramandaí. Foto: Janaína Wickert / Ceclimar/ Ufrgs

Um filhote de baleia-jubarte encalhou morto na beira da praia, na altura da guarita 162, em Nova Tramandaí. A carcaça do animal foi localizada na manhã deste domingo (28). Pesquisadores do Centro de Estudos Costeiros, Liminológicos e Marinhos (Ceclimar) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) estava na orla para analisar a carcaça do mamífero marinho.

A bióloga e especialista em cetáceos do Ceclimar, Janaína Wickert, fez a análise e informou ao Litoral na Rede que se trata de uma baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae), fêmea, filhote, com 7,5 metros. “Um animal deste tamanho está, provavelmente, no primeiro ano de vida. Elas chegam a 16 metros quando adultas”, disse a pesquisadora.

Janaína também constatou que o animal tinha grande quantidade de piolhos-de-baleia, o que pode ser um indicativo de que já estava debilitado há algum tempo. Ela coletou amostras da pele para análises genéticas. “Estava em avançado estado de decomposição e sem nenhuma marca de interação com a pesca visível”, completou a pesquisadora.

Baleia é uma fêmea, com aproximadamente 7,5 metros. Foto: Rafael Pacheco

A bióloga do Ceclimar destaca ainda que as baleias-jubarte aparecem com maior frequência no litoral brasileiro durante o inverno, quando vêm para se reproduzir e ter seus filhotes. “No verão, normalmente estão em águas antárticas se alimentando”, explicou.

COMPARTILHAR