Inicia revisão do eleitorado em cinco cidades do Litoral Norte

Eleitores de Capão da Canoa, Imbé, Osório, Santo Antônio da Patrulha e Torres precisam fazer recadastramento sob pena de perda do título eleitoral.

Foto: TSE

Todos eleitores das cidades de Capão da Canoa, Imbé, Osório, Santo Antônio da Patrulha e Torres devem comparecer a partir de hoje (11) ao cartório eleitoral para fazer um recadastramento. A medida tem sido implementada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul para revisar e concluir o processo de coletas dos dados biométricos.

Caso o eleitor de qualquer uma das cinco cidades do Litoral Norte não compareça no período estipulado, pode ter seu título cancelado.

É necessário ir até o cartório eleitoral ou ao local de atendimento específico, levando documento de identificação, preferencialmente com foto, e comprovante de domicílio.

Mas atenção: cada cidade conta com um prazo máximo diferenciado. Confira abaixo o cronograma:

Imbé – até 13/11/2019
18.266 eleitores / 5.263 (28,81%) com biometria.
Segundo o chefe do cartório eleitoral de Tramandaí (que atende a população de Imbé), Paulo Roberto Framil Fernandes, um posto avançado será instalado próximo à prefeitura de Imbé para auxiliar no processo de revisão do eleitorado. No entanto, os atendimentos no local serão feitos via agendamento.

Torres – até 13/11/2019
29.366 eleitores / 11.443 (38,97%) com biometria.

Osório – até 11/12/2019
36.244 eleitores / 18.299 (50,49%) com biometria.

Santo Antônio da Patrulha – até 11/12/2019
33.491 eleitores / 18.258 (54,52%) com biometria.

Capão da Canoa – até 11/03/2020
37.551 eleitores / 19.980 (53,21%) com biometria.

A previsão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul é de que o recadastramento biométrico seja concluído, em todos os municípios do estado, para as eleições de 2022.

COMPARTILHAR