Jogo divino

Tantos corações sangrando e tantos outros ou mais que se unem na cor retinta da dor que sempre tem gosto de fel, porque a ausência dilacera e reparte em mil pedaços uma e tantas vidas, que neste momento tem apenas a única opção de abençoar e deixar ir em paz. Mas não se faz isso com tanta simplicidade porque laços que se quebram por quaisquer motivos, derramam todas as lágrimas e toda agonia seja qual for o comprometimento ou a situação do ido e ficado. O descalabro da morte é um sopro que está sempre na espreita, mas não o sentimos deveras, porque se assim o fosse jamais teríamos nosso passo a passo de todo dia.

Tantos olhos se apertam na dor e outros mais os arregalam como se assim conseguissem engolir a tragédia com mais facilidade e, desta maneira esbugalhada, se afunda dentro do peito já tão reverberado com os fatos, mas por isso mesmo generoso. Neste espaço diminuto e ao mesmo tempo imenso todo o sofrimento é acolhido para depois, com mais lentidão, formatar as tantas sensações que em um primeiro olhar parecem impossíveis de se posicionar.

As lembranças não vagueiam mais, elas se tornam um filme real porque na memoria reverberam as cabeças baixas, afundadas no gramado sendo então este tapete verde a plataforma da vida de um em todos costurando tantos sonhos de jogos de vitória ou de derrota. Seja em qualquer tempo que este verbo for conjugado, ele estará sempre se apresentando como presente.

Todo ele tem a láurea em seus pés que carregam as ditas chuteiras somente para uma boa serventia uma vez que, em muitos casos, quase inúteis são porque os talentos nascem perfeitos se tornando almas que vão rolando por ai em todas as gramas. O artefato redondo principal sujeito das peladas no campinho, pode ter sido confeccionado com os carpins velhos das avós da favela, em outros uma bola murcha encontrada em algum lugar e insuflada com qualquer coisa e em muitos casos ela chega de couro, como manda o figurino e seu poder é absoluto porque é fruto de solados sedentos de bola na rede. E desta forma é dada a largada para ser arrimo de família, para suportar as dores, lesões, treinos e sacrifícios que vão se acomodando no tempo, porém, a vida, como uma rede esburacada da várzea, extrai todos os jogadores que de agora em diante terão seu time em nova fase batendo bola com o divino.

COMPARTILHAR