Mais três mortes de pacientes com Covid-19 são registradas no Litoral Norte

Os pacientes que faleceram eram moradores de Imbé, Capão da Canoa e Dom Pedro de Alcântara; Comitê de Emergência da 18ª CRS alerta que medidas de prevenção devem ser mantidas mesmo com retorno à bandeira laranja

Imagem meramente ilustrativa

O Litoral Norte do Rio Grande do Sul registrou nesta sexta-feira (31) mais três mortes de pessoas contaminadas pelo coronavírus. A informação consta em boletim da 18ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) divulgado por volta das 22h. Os pacientes que faleceram eram moradores de Imbé, Capão da Canoa e Dom Pedro de Alcântara.

O morador de Capão da Canoa que faleceu tinha 91 anos. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, ele já estava hospitalizado. Este foi o nono óbito da cidade, que chegou, hoje, a 309 casos de contaminação pelo coronavírus.

O município teve sete novos casos confirmados hoje.  De todos os diagnósticos, 215 pessoas estão recuperadas. Outras 86 seguem e tratamento, sendo oito hospitalizadas.

Já a Prefeitura de Imbé informou o sétimo óbito relacionado à Covid-19. Trata-se de um homem, de 62 anos, hipertenso, portador de insuficiência cardíaca, que procurou atendimento na terça-feira (28) com sintomas leves, quando foi indicado isolamento domiciliar.

“Ele apresentou piora aguda na quinta-feira (30), quando procurou atendimento na unidade de saúde de Santa Terezinha, mas evoluiu rapidamente para óbito. Ele é contato próximo, do ambiente de trabalho, com caso confirmado”, explicou a enfermeira responsável pelo setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, Caroline Pimenta, lembrando que o paciente faleceu ontem, mas a confirmação da doença veio nesta sexta-feira (31).

A cidade também registrou sete novos casos hoje, chegando a 130, sendo que 93 pessoas estão recuperadas. Outros 128 casos suspeitos aguardam resultados dos exames.

Em Dom Pedro de Alcântara foi o primeiro óbito de pacientes com coronavírus. Até publicação desta matéria, a Prefeitura do município não havia divulgado informações sobre o paciente em seus canais oficiais.

Comitê de Operações de Emergência alerta que cuidados devem ser mantidos mesmo com retorno à bandeira laranja

O boletim da 18° CRS fechou o boletim de hoje com 2.621 casos confirmados, 1.912 recuperados e um total de 66 mortes relacionadas ao coronavírus no Litoral Norte.

Também foram detalhados os dados do mês de julho, período em que foram confirmados 1.734 casos e 46 óbitos. “Os casos novos cresceram 2,6 vezes e os óbitos 3,8 vezes se comparados ao mês anterior”, informou o Comitê de Operações de Emergência (COE) da 18ª CRS.

A equipe também  destaca que a alta taxa de ocupação de leitos de UTI associada ao desabastecimento de medicamentos para pacientes intubados tem deixado a região próxima à insuficiência de leitos para os casos graves.

“Embora a região tenha conseguido, pelos critérios do Distanciamento Controlado do Estado passar para a bandeira laranja na avaliação de hoje, a situação é de alto risco, especialmente se forem considerados os 10 óbitos que ocorreram nesta semana e que o ritmo de crescimento dos casos positivos no litoral é maior do que o ritmo do estado. Reiteramos a importância dos cuidados na prevenção da doença ao crescimento exponencial dos casos confirmados e ao aumento dos óbitos”, afirma nota do COE.

COMPARTILHAR