Mapa preliminar aponta mais uma vez o Litoral Norte com a bandeira vermelha

Dos seus quatro indicadores regionais, o Litoral Norte alcançou classificação de risco máximo (bandeira preta) em três deles; região está em cogestão e adota protocolos menos restritivos

Mapa preliminar da 36ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado.

O governo do Estado divulgou nesta sexta-feira (08), o mapa preliminar da 36ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado. O Litoral Norte apresentou piora na avaliação de um indicador que abrange dados específicos da região, mantendo três destes com avaliação de risco máxima (bandeira preta).

De acordo com o governo, com a piora em um indicador de Velocidade de Propagação da Macrorregião Metropolitana, houve elevação da média ponderada final para dentro dos limites que determinam a bandeira final na cor Vermelha, ao Litoral Norte. O mapa definitivo será divulgado na segunda-feira (11) após o Gabinete de Crise analisar os pedidos de reconsideração que poderão ser apresentados pelas associações regionais até domingo (09).

Além do Litoral Norte, outras dezoito regiões foram classificadas com a bandeira vermelha, o que representa 95,8% da população gaúcha sob alto risco de contaminação e, principalmente, esgotamento de leitos. Apenas duas regiões – Ijuí e Santa Rosa – ficaram na bandeira laranja. A vigência das novas bandeiras será de 12 a 18 de janeiro.

A região aderiu ao sistema de cogestão, conforme decisão que ocorreu no último ano pela Associação dos Municípios do Litoral Norte. Ou seja, adotou protocolos próprios compatíveis até o nível de restrição da bandeira laranja.

COMPARTILHAR