Ocupação de UTIs ultrapassa 100% no Litoral Norte

No Hospital de Capão da Canoa, taxa de ocupação é de 127%

Hospital Santa Luzia, Capão da Canoa. Foto: Litoral na Rede / arquivo

A rede hospitalar do Litoral Norte atingiu nesta segunda-feira (1º) o momento mais crítico desde o início da pandemia do novo coronavírus. A taxa de ocupação das unidades de terapia intensiva da região ultrapassou a capacidade máxima e chegou a 101,4%, conforme dados atualizados às 14h07 no mapa de leitos da Secretaria Estadual da Saúde (SES).

Entre os pacientes em tratamento intensivo, 46 (63%) são casos confirmados de contaminação pelo coronavírus e nove (12,3%) tem suspeita da doença. Outros 18, tratam doenças não relacionadas à Covid-19.

O painel da SES também aponta que a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados a pacientes com Covid-19 está em 123,3%.  Nos sete hospitais da região, há 111 pessoas internadas e 90 vagas para casos moderados da doença.

A maior taxa de ocupação dos leitos de UTI é registrada no Hospital Santa Luzia, em Capão da Canoa. Há 11 leitos e 14 pacientes graves em tratamento intensivo, o que representa 127,3%. Entre os internados, há oito casos confirmados de Covid-19 e um suspeito.  Nos leitos clínicos, o Santa Luzia está com taxa de ocupação de 125%. São 12 vagas e 15 pessoas internadas.

No Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Torres, a UTI opera com a capacidade máxima, de 10 pacientes, sendo sete casos de Covid-19. A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria é de 300%, com 21 ocupados.

“A situação nos hospitais de Torres e Capão da Canoa é crítica, com o uso de todos os leitos disponíveis, não há vagas na UTI e nossas emergências estão com pessoas em estado gravíssimo”, afirmou Maximiliano das Chagas Marques, diretor executivo de Saúde Pública da Aesc, entidade mantenedora dos dois hospitais.

O gestor salienta que a demanda está muito acima da capacidade, apesar das medidas adotadas para enfrentar a pandemia. “Mesmo com as ações de reforço entre o governo do Estado, as prefeituras e a Aesc, como novos respiradores, bombas de infusão e monitores multiparamétricos , assim como medidas que tomamos para reforçar os estoques de medicamentos, materiais e gases medicinais, a demanda cresce muito acima da nossa capacidade de absorção”, alertou o diretor.

Hospital Beneficente São Vicente de Paulo, Osório. Foto: Litoral na Rede

O Hospital São Vicente de Paulo, em Osório, também está com todos os 20 leitos de UTI ocupados. São 16 pessoas com diagnóstico de Covid-19, três com suspeita e uma tratando outra doença.

No Hospital de Tramandaí, onde há 31 leitos de UTI, dez deles abertos na semana passada, 29 estão ocupados, o que representa 93,5%.

Veja a situação da rede hospitalar da região  (1º/03/21 – 14h07)

Litoral Norte

  • UTI – 72 leitos –  73 ocupados – 101,4%

46 pacientes confirmados Covid (63%) – 9 pacientes suspeitos Covid (12,3%) e 18 pacientes com outras doenças

  • Leitos clínicos Covid – 90 leitos – 111 ocupados –  122%

Hospital de Torres

  • UTI – 10 leitos – 10 ocupados – 100%
  • Leitos clínicos Covid – 7 leitos – 21 ocupados – 300%

Hospital de Capão da Canoa

  • UTI – 11 leitos – 14 ocupados – 127,3%
  • Leitos clínicos Covid – 12 leitos –  15 ocupados – 125%

Hospital de Tramandaí

  • UTI – 31 leitos – 29 ocupados – 93,5%
  • Leitos clínicos Covid – 7 leitos – 8 ocupados – 114,3%

Hospital de Osório

  • UTI – 20 leitos – 20 ocupados – 100%
  • Leitos clínicos Covid – 20 leitos – 27 ocupados – 135%

Hospital de Santo Antônio da Patrulha

  • Leitos clínicos Covid – 30 leitos – 28 ocupados – 93,3%

Hospital de Palmares do Sul

  • Leitos clínicos Covid – 5 leitos – 7 ocupados – 140%

Hospital de Mostardas

  • Leitos clínicos Covid – 10 leitos – 5 ocupados – 50%
COMPARTILHAR