Operação Saturação mobiliza dezenas de policiais em Capão e Xangri-Lá

Ações de Brigada Militar resultaram na apreensão de drogas e armas nas duas cidades

PMs realizaram abordagens em Capão da Canoa e Xangri-Lá. Foto: 2º BPAT

A Brigada Militar mobilizou dezenas de policiais em uma operação para coibir a criminalidade e a atuação de facções criminosas, entre a noite dessa quinta-feira (15) e o início da madrugada desta sexta-feira (16), em Capão da Canoa e Xangri-Lá. Os PMs realizaram barreiras e abordagens e apreenderam armas e drogas nas duas cidades.

Em Xangri-lá, a Operação Saturação resultou na apreensão de um menor de 17 anos no bairro Rainha do Mar. Ele estava com um revólver calibre 38, com numeração suprimida, carregado com seis munições.

Mais cedo, outros dois homens foram presos no mesmo bairro, com mais dois revólveres, também com numeração suprimida e carregados. Segundo a BM, os bandidos, de 19 e 25 anos, têm antecedentes por crimes como tráfico de drogas e roubo e são integrantes de uma facção criminosa.  Eles estavam vindo de Porto Alegre para o Litoral Norte quando foram abordados.

Três armas, munições e drogas foram apreendidas em Xangri-Lá e Capão da Canoa. Fotos: 2º BPAT

Em Capão da Canoa, houve mais uma prisão em flagrante. Os policiais abordaram um homem de 28 anos no bairro Zona Norte e localizaram drogas. Foram apreendidos 46 pinos de cocaína, uma porção de 93 gramas da droga, balança de precisão e dinheiro.

Combate ao crime e às facções

Operação contou com dezenas de policiais do 2º BAPT e da Escola de Formação de Solados de Osório. Foto: 2º BPAT

A Operação Saturação contou com a participação das equipes de Força Tática e de policiais do setor de inteligência do 2º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas e alunos da Escola de Formação de Solados de Osório.

Segundo o comandante da 1ª Companhia do Batalhão, capitão Juliano Giboski, a operação foi deflagrada com base em estatísticas da Brigada Militar. “Saturamos os bairros com maiores indicadores de criminalidade com abordagens de pessoas a veículos com objetivo de apreender armas e drogas e capturar foragidos”, disse o oficial ao Litoral na Rede.

O capitão também destacou que a operação foi “voltada a dar uma resposta aos últimos crimes que aconteceram em Xangri-Lá, envolvendo facções criminosas”. No fim da tarde de quarta-feira (14) integrantes de grupos rivais se envolveram em um tiroteio que terminou com um morto e um ferido no bairro Noiva do Mar.

COMPARTILHAR