Patram recolhe redes de pesca em área de surfe em Capão da Canoa

Materiais não tinham identificação e foram apreendidos

Policiais da Patrulha Ambiental de Capão da Canoa localizaram redes de pesca irregulares em três pontos da orla do município, na tarde desta terça-feira (11). Além de não terem identificação, parte delas estava em área de surfe, oferecendo risco aos esportistas.

Os PMs entraram no mar e recolheram aproximadamente 300 metros de redes a partir  de uma denúncia feita pela equipe da Emater. Os materiais estavam no Centro da cidade, na Zona Nova e em Capão Novo.

Conforme o comandante da Patram no Litoral Norte, capitão João César Verde Selva, a pesca com redes só é permitida para quem possui Registro Geral de Pescador (RGP). “Apenas pescadores profissionais e devidamente registrados e autorizados podem pescar de rede e na sua respectiva área”, alertou o oficial, em entrevista ao Litoral na Rede.

Em outra ação, na orla de Capão da Canoa, um pescador foi autuado por pescar com rede em área destinada a lazer.  Ele foi orientado a sair do mar  e retirar aproximadamente 50 metros de rede. Os animais capturados que estavam vivos foram  devolvidos ao oceano.

COMPARTILHAR