Patrulha Maria da Penha começa a funcionar em Tramandaí

O objetivo é fortalecer o atendimento as mulheres vítimas de violência. Serviço também será lançado em Capão da Canoa 

Patrulha Maria da Penha foi lançada em Tramandaí. Foto: Brigada Militar

Mulheres vítimas de violência em Tramandaí passaram a contar com atendimento  especializado da Patrulha Maria da Penha, da Brigada Militar. O lançamento ocorreu na tarde dessa quinta-feira (08), na Praça Leonel Pereira, a Praça da Tainha. De acordo com o comandante do 2º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPAT), tenente-coronel Claudiomir Souza de Oliveira, a rede estabelecida no município estará mais fortalecida e em 30 dias será divulgado o primeiro balanço dos trabalhos.

O comandante da Companhia de Tramandaí, capitão Joelson Ferri, conduziu o evento que foi prestigiado pelo prefeito de Tramandaí, Luiz Carlos Gauto da Silva. “Agora temos uma medida protetiva para as questões da Lei Maria da Penha, ou seja, a importância e a relevância desta temática em prol das mulheres do nosso município”, afirmou Gauto.
O trabalho será feito por um equipe de policiais militares, que receberam treinamento especial, em uma viatura identificada com o nome Patrulha Maria da Penha, como adiantou o Litoral na Rede  em reportagem publicada no dia 1º de agosto. No próximo dia 15, o serviço de apoio às vítimas de violência doméstica também será implantado em Capão da Canoa.
Serviço será lançado em Capão da Canoa no dia 15 de agosto. Foto: Brigada Militar
Diversas autoridades e representantes de entidades envolvidas com a causa de defesa das mulheres estavam presentes na solenidade em Tramandaí. A secretária de Desenvolvimento Social e Esporte de Porto Alegre, Nádia Gerhard, tenente-coronel da reserva da Brigada Militar e autora de livro sobre a implementação da Patrulha Maria da Penha no RS, prestigiou o evento.
A Brigada Militar foi a corporação policial precursora no Brasil em implantar rondas com patrulhas específicas para atender mulheres vítimas de violência doméstica. O trabalho da Patrulha Maria da Penha teve início no Rio Grande do Sul em 20 de outubro de 2012.
COMPARTILHAR