Polícia identifica 46 pessoas que participaram de bailão em Tramandaí

Segundo o delegado Paulo Perez, todas as pessoas que estavam na festa e forem identificadas devem ser indiciadas no inquérito

Foto: Litoral na Rede / Arquivo

A Polícia Civil de Tramandaí identificou, até esta quarta-feira (03), 46 pessoas que participaram de um bailão, realizada no dia 9 de maio, no Distrito de Estância Velha, na Zona Rural do município. O titular de Delegacia da cidade, delegado Paulo Perez, estima que entre 70 e 80 pessoas estavam no evento, promovido mesmo coma vigência dos decretos que proíbem aglomerações devido à pandemia do coronavírus.

Perez disse ao Litoral na Rede que os nomes foram encaminhados ao Ministério Público e que os investigadores seguem trabalhando para identificar outros participantes da festa.  Segundo ele, o inquérito deve ser concluído até o fim deste mês e será remetido ao Juizado Especial Criminal.

“Todos as pessoas que estavam na festa serão indiciadas pelo artigo 268 do Código Penal, cuja a pena é de um mês a um ano e multa”, informou o delegado. O delito previsto no artigo é “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”.

O delegado destacou ainda que foi descartada a informação de que um morador de Osório, que teria testado positivo para a Covid-19, participou do evento.  “Muitos nomes que chegaram como participantes da festa não estavam no evento”, esclareceu.

No dia 13 de maio, após vídeos do evento serem compartilhados em redes sociais, a Prefeitura de Tramandaí encaminhou o caso para investigação da Polícia Civil.

No último fim de semana, a Guarda Municipal (GM) e a Brigada Militar encerram uma corrida de charretes no Terminal Turístico de Tramandaí. Segundo a GM, 400 pessoas estavam no evento. O caso também foi registrado na Polícia Civil.

COMPARTILHAR