Polícia indicia empresário que vendia álcool em gel clandestino no Litoral

Perícia confirmou que produtos apreendidos em Capão da Canoa não eram próprios para o combate ao coronavírus

Foto: Polícia Civil / Arquivo

A Polícia Civil indiciou um empresário de 64 anos por produção e comercialização de álcool em gel clandestino. Ele atuava no Litoral Norte e na Grande Porto Alegre. Em abril, uma operação policial apreendeu os produtos irregulares em Capão da Canoa e em Canoas, na Região Metropolitana.

De acordo com o delegado Marco Antônio de Souza, da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) da Polícia Civil, “submetido à perícia, constatou-se que o álcool gel falsificado não tinha propriedades necessárias e não era próprio para combate ao coronavírus, colocando a população em risco”.

O delegado destacou ainda que os investigadores apuraram que o empresário vendia o material sem qualquer atenção às normas sanitárias, sem autorização e com risco para saúde. A fabricação era realizada em Canoas. A Vigilância Sanitária do município constatou que o local não tinha qualquer alvará e pela quantidade de material inflamável estava colocando em risco as casas do entorno, podendo causar explosão e incêndio.

“Em que pese a fábrica ser em Canoas, ele tinha um depósito em Capão da Canoa, até porque ele estava oferecendo esse material para farmácias do Litoral”, disse o delegado Marco Antônio de Souza ao Litoral na Rede.

Na operação realizada no dia 22 de abril, agentes da Polícia Civil de Capão da Canoa cumpriram um mandado de busca em uma casa usada para armazenar os produtos na Praia do Barco. Na ocasião, dezenas de frascos e galões de álcool em gel fabricados e comercializados de forma clandestina foram apreendidos. Os policiais também localizaram duas armas de fogo.

O delegado responsável pela investigação também informou que pediu à Justiça que decrete a prisão do empresário indiciado. “A gente está finalizando a investigação agora, indiciado o empresário pelos crimes e solicitando a prisão dele” informou.

COMPARTILHAR