Postos de saúde de Capão da Canoa têm horário de funcionamento ampliado

Medida tem como objetivo prevenir o avanço da Covid-19

Postos de saúde de Capão da Canoa funcionam até às 20h. Foto: Prefeitura de Capão da Canoa

Todos os postos de saúde de Capão da Canoa (Unidades de Estratégias da Saúde da Família – ESFs) passaram a funcionar em horário estendido nessa terça-feira (17). A medida vale por tempo indeterminado. As nove ESFs do município que fechavam às 17h estão abertas até às 20h, sem fechar ao meio dia.

Segundo a Prefeitura, o objetivo é atender a população de forma ainda mais eficiente nesse momento de atenção à disseminação do novo coronavírus. A intenção é aumentar o acesso das pessoas às unidades, reduzir o volume de usuários com baixo risco nas emergências e expandir a cobertura da Estratégia de Saúde da Família.

As principais ações são focadas em prevenção e comunicação. A Secretaria Municipal de Saúde pede que as pessoas procurem postos de saúde caso tenham sintomas compatíveis com o coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, os principais sintomas são febre, tosse e dificuldade para respirar. O serviço também estará disponível para pacientes com outros problemas de saúde.

A secretária da Saúde, Ângela Patrícia Schardosim, afirma que o município vai adequar, constantemente, as condições de trabalho à necessidade da população. “Temos um quadro de controle, no momento, e estamos trabalhando com foco na prevenção ao coronavírus”, afirmou.

Nesta semana, a Prefeitura de Capão da Canoa, através da Vigilância Epidemiológica, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, disponibilizou um número para atender a população e tirar dúvidas, especialmente, a respeito do novo coronavírus. O número é (51) 9-8029-6750 e o atendimento ocorre todos os dias da semana das 8h às 20h.

Conforme o Prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, é necessário ter cautela para manter a tranquilidade e seguir as recomendações médicas, com foco no controle da doença. “Nossas equipes intensificaram os trabalhos para atender bem a população, em especial aquelas pessoas que fazem parte do grupo de risco”, destaca.

COMPARTILHAR