Prefeitura de Tramandaí alerta que decreto falso circula nas redes sociais

Documento falsificado fala sobre suposto rodízio de pedestres nas ruas da cidade

Prefeitura de Tramandaí alerta sobre falso decreto divulgado em redes sociais. Imagem: Prefeitura de Tramandaí

Um documento falsificado se espalhou por grupos de mensagens e redes sociais nos últimos dias informando sobre a realização de um rodízio de pedestres nas ruas de Tramandaí. Na manhã desta sexta-feira (22) a Prefeitura do município emitiu uma nota afirmando que o suposto decreto é “totalmente falso”.

A informação que consta na falsificação é de que pessoas que calçam números pares de calçados só poderiam circular em dias pares e os demais, poderiam andar pela cidade em dias ímpares. O documento adulterado chegou à Prefeitura que desmentiu a existência de qualquer determinação nesse sentido.

“A Administração Municipal lamenta profundamente que em um período tão delicado que vivemos devido à pandemia do Covid-19, onde todos os esforços estão concentrados na árdua tarefa de salvar vidas, pessoas usem desse tipo de artifício para prejudicar e causar confusão na população”, afirma a nota divulgada pelo Executivo.

Quem espalha fake news, principalmente sobre o novo coronavírus, pode ser enquadrado na Lei de Contravenções Penais, cujo texto estabelece pena de prisão de até seis meses para quem “provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto”.

COMPARTILHAR