Série de ataques à rede de energia causa prejuízos no Quintão

Ladrões furtam cabos durante as madrugadas na Interpraias

Ladrões arrebentam a furtam fios durante as madrugadas entre Quintão e Magistério. Foto: Logan Backes / Colaboração Litoral na Rede

Acordar durante a madrugada com fornecimento de energia elétrica em meia fase ou sem luz tem sido uma realidade comum aos moradores do Balneário Quintão, em Palmares do Sul. Os furtos de cabos da rede elétricas na ERS-786, a Interpraias, que liga o distrito à praia do Magistério, em Balneário Pinhal, se intensificaram nas últimas semanas.

Moradores do Quintão relataram os problemas enfrentados ao Litoral na Rede. Eles informam que, além da falta de energia elétrica, há consumidores que já tiveram aparelhos eletrônicos queimados em função das oscilações ou desligamento do serviço devido às ações dos criminosos.

Na madrugada de quarta-feira (05) houve uma nova ação dos bandidos. Desta vez, além dos cabos e postes da rede de energia, eles também danificaram a rede de fibra óptica e o que causou problemas em serviços de internet.

Horas depois do crime, uma equipe da CEEE ainda trabalhava para recompor os danos deixados pelos ladrões na rede de energia. A mesma situação também ocorreu na última sexta-feira (30).

Equipes da CEEE fazendo manutenção após furto na sexta-feira passada. Foto: Logan Backes / Colaboração Litoral na Rede

De acordo com a CEEE, apenas em abril deste ano, no alimentador que atende esse trecho teve cinco ocorrências de furto, causando interrupção no abastecimento de mais de 6 mil unidades consumidoras por vez. Nos últimos dois dias houve, ainda, furto em alimentadores que atendem Magistério, Pinhal, Costa do Sol e Cidreira, que resultaram em quase 15 mil unidades consumidoras afetadas em cada ocorrência.

“A CEEE Distribuição aciona os órgãos de segurança sempre que ocorrem episódios de furtos de rede e providencia o registro das ocorrências a fim de auxiliar as autoridades na elucidação desses crimes. O problema se acentuou em todo o Litoral Norte, inclusive com ações desse tipo em alimentadores (rede de média tensão) de Tramandaí, Capão da Canoa, Arroio do Sal e Torres. A Companhia, no intuito de evitar novas ocorrências, tem substituído os condutores furtados por material alternativo, com menor valor comercial, mas, de fato, a prática neste período do ano acaba sendo maior em função do fim da temporada de veraneio”, informou a empresa.

O subcomandante do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Fábio Hax Duro, informou que a Brigada Militar está ciente da sequência de furtos na ERS-786 e que intensificou o policiamento na região para identificar e prender os criminosos. Segundo o oficial, o trabalho está sendo realizado em conjunto com a Polícia Civil.

Matéria atualizada às 10h35 para incluir posicionamento da CEEE.

COMPARTILHAR