Voluntários realizam mutirões de limpeza da praia em Tramandaí e Osório

Ações em defesa do meio ambiente foram realizadas durante o fim de semana

Preservar a principal atração da região e o meio ambiente: esta foi a motivação de voluntários que se mobilizaram em duas ações de limpeza da praia em Tramandaí e em Atlântida Sul, no município de Osório. Nos dois mutirões, realizados no sábado (20), os resíduos plásticos foram os mais encontrados na areia da orla.

Tramandaí

Em Tramandaí, a mobilização foi uma parceria entre a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e o Interact, grupo de jovens ligados ao Rotary, com apoio da Secretaria de Obras e a Patrulha Ambiental da Brigada Militar.  O grupo juntou resíduos no trecho entre a Avenida da Igreja e a Plataforma Marítima. De acordo com os organizadores, foi recolhida aproximadamente uma tonelada de lixo.

O secretário do Meio Ambiente de Tramandaí, Fernando Campani, salientou que pedaços de plástico e bitucas de cigarro estão entre os materiais mais encontrados pelos voluntários. “Um belo exemplo de cidadania dos jovens que participaram ao lado dos servidores da Secretaria de Obras e dos técnicos da Secretaria de Meio Ambiente”, disse Campani.

Atlântida Sul – Osório

Aproximadamente 15 voluntários participaram da ação de limpeza da praia de Atlântida Sul, no encerramento da 13ª Semana da Água do Município de Osório. Em apenas 30 minutos, em um trecho de 400 metros da faixa de areia, ele recolheram mais de 1,4 mil itens, totalizando mais de 28 quilos de resíduos.

Os quatro tipos de lixo mais encontrados na areia foram pedaços de plástico (429), bitucas de cigarro (216), canudos e palitos plásticos (118) e tampas de plástico (80). A atividade foi realizada pela Secretaria de Meio Ambiente Agricultura e Pecuária de Osório, com apoio da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), do Projeto Ambiental Praia Limpa Torres e do Mutirão Rosa dos Ventos, composto por moradores do balneário.

O coordenador do Projeto Praia Limpa Torres, Alexis Sanson, que foi convidado para participar do mutirão comemorou o surgimento de novos grupos voluntários na região. “Muito importante incentivar e apoiar novos grupos de voluntários que surgem no Litoral Gaúcho”, afirmou o ambientalista.

O voluntário Geio Krenn, do Grupo Mutirão Rosa dos Ventos, salientou que a preocupação com o problema do lixo na praia começou quando foram encontradas tartarugas marinhas mortas. “Nos fez refletir sobre o impacto do lixo no ambiente marinho. Precisávamos agir e então começamos a nos organizar”, destacou.

Quer receber as notícias do Litoral na Rede no seu Whatsapp? Clique aqui e saiba como se cadastrar. 

Leia mais notícias do Litoral Norte.

COMPARTILHAR